My rating: 3 of 5 stars

Em alguns momentos eu quase larguei esse livro porque ele não era bem o que eu imaginava, mas é o tipo de livro que sempre me deixaria me perguntando como foi o final, apesar de que depois de terminar de ler eu ainda não sei bem.
Pois bem, não sei muito sobre o movimento beat , mas fugir ao convencional sempre é algo que me atraí, são personagens que não conseguem levar uma vida normal e estão sempre na estrada. Como feminista não posso deixar de pensar em como esses homens afetavam a vida das mulheres, casando, fazendo filhos e indo embora ao primeiro chamado da estrada, também outras mulheres são usadas como objetos de prazer e meio de homens adquirirem dinheiro dos homens que querem usa-las para o prazer.
 Sal, Dean e companhia encontram todo o tipo de vida nos lugares por onde passam voando e sem se apegar, seria uma narrativa mais livre e menos triste se eles não tentassem por vezes se adequar a normalidade e envolver outras pessoas nisso, logo em seguida deixando-as para trás.
Mas posso sentir completamente o encanto por essa vida de ver tudo de longe e estar sempre em movimento sem querer ser interrompido por problemas banais, por regras bestas e convencionalidades. Uma vida quase livre.

View all my reviews


Frases:


 Assim é a noite, é isso o que ela faz com você; eu não tinha nada a oferecer a ninguém, a não ser minha própria confusão.

Naturalmente, agora que reflito sobre isso, era apenas a morte: a morte vai nos surpreender antes do paraíso. A única coisa pela qual ansiamos em nossos dias de vida, e que nos faz gemer e suspirar, sujeitos a todos os tipos de dóceis náuseas, é a lembrança de uma alegria perdida, provavelmente experimentada no útero, e que somente poderá ser reproduzida (apesar de odiarmos admitir isso) na morte.

Certa vez, minha tia disse que o mundo jamais encontraria a paz, até que os homens se jogassem aos pés das mulheres.


 


Amor Infinito Amor Infinito by J.M Alvarez
My rating: 2 of 5 stars

Confesso que peguei esse livro porque tenho a intenção de ler o máximo possível de romances com protagonistas negras e pela capa imaginei que iria gostar desse. Na verdade é a história de Germano dividido entre a paixão que sente por uma mulher que ele acabou de conhecer e um sentimento fraternal por uma grande amiga com quem ele tem um laço de vidas passadas.
Não costumo ler muito o gênero de romance erótico, no qual acredito que esse livro se encaixa, mas quando o faço gosto bastante de ver o foco da personagem feminina, isso contribuiu para que eu não me envolvesse com essa narrativa.
Bárbara, a personagem negra que me fez ler o livro é realmente uma mulher forte, mas envolvida em um relacionamento abusivo do qual ela não consegue sair e ainda é levada a acreditar que tem que 'trabalhar' para mudar esse homem. É estranha a relação entre ela e o protagonista Germano porque essa mistura de relação fraternal com interesse sexual não me agrada nada.
Enfim, não era uma protagonista negra, não era uma linda história de amor infinito envolvendo uma personagem negra, apenas um romance entre pessoas padrão como os que eu leio todos os dias, com um fundo de ficção científica.Duas pessoas bonitas se encontram, se apaixonam, nada importante impede o romance, um fantasma do passado contando toda essa história. 
 A parte de viagens no tempo é a melhor coisa, mas os personagens se comportam de forma nada natural ou o que eu imagino que seria natural para alguém agir quando de repente alguém do futuro aparece substituindo uma pessoa da sua família.

View all my reviews



Criei esse grupo para aqueles que gostam de comentar o que estão lendo e compartilhar suas opiniões.
Nós vamos escolher um livro para ler e debater por mês, então sempre vai ter companhia lendo o mesmo livro que você.
Ainda temos vaga para mais pessoas, por isso deixo o convite aqui.
Quem quiser entrar no grupo, pode me enviar o nome e número completos pelo formulário de contato do blog que fica aqui do lado >
ou mesmo deixar aqui nos comentários.

Regras:

Cada membro indica um livro.
O livro deve ser único e estar
disponível na internet.
Sorteamos dois entre todos os indicados e votamos no livro que todos
 têm que ler.
Debate: no último domingo do mês, às 21 horas.
Proibido postar conteúdo pornográfico e ofensivo com outros membros.

Vem ler com a gente :)

Editado: Livros lidos

Um estudo em vermelho - Arthur Conan Doyle
Proibido - Thabita Suzuma
Ensaio sobre a cegueira - José Saramago
Loney - Andrew Michael Hurley

Editado: Vou colocar o link do grupo.
Quem entrar, por favor, se apresente e esteja ciente das regras expostas acima.

https://chat.whatsapp.com/8tM4k076TbNGkEf6ykvPqi


Eu participei por um tempo de um grupo de leitores porque gosto de ter sempre pessoas com quem conversar sobre minha leitura atual. Mas eu tinha problemas lá, especialmente porque os administradores eram bastante arrogantes e autoritários com os membros, sendo uma pessoa que não tolera injustiças e pessoas se achando superiores eu preferi me retirar e criei um grupo novo com algumas amigas que cursaram Letras comigo.
Nós vamos escolher um livro para ler e debater por mês, então sempre vai ter companhia lendo o mesmo livro que você.
Ainda temos vaga para mais pessoas, por isso deixo o convite aqui.
Quem quiser entrar no grupo, pode me enviar o nome e número completos pelo formulário de contato do blog que fica aqui do lado >
ou mesmo deixar aqui nos comentários.

Regras:

Cada membro indica um livro.
O livro deve ser único e estar
disponível na internet.
Sorteamos dois entre todos os indicados e votamos no livro que todos
 têm que ler.
Debate: no último domingo do mês, às 21 horas.
Quem indicou o livro deve fazer pelo menos
3 perguntas e os outros respondem.
Proibido postar conteúdo pornográfico e ofensivo com outros membros.
Ainda estamos escolhendo o livro desse mês. 

Vem ler com a gente :)
 


Para minha surpresa tentando acessar hoje o blog pela rede da escola em que trabalho, vi apenas uma tela com essa mensagem.

Não foi possível exibir esta página. Com base nas políticas de acesso da sua organização, o acesso a este site (http://www.historiaspossiveis.com/ ) foi bloqueado porque a categoria da Web “Pornography” não é permitida.
PE-CONECTADO
URL: GET http://www.historiaspossiveis.com/
Categoria: Pornography
Motivo: BLOCK-WEBCAT
Motivação: BLOCK-WEBCAT”



Procurei informação na internet e não vi nada sobre como corrigir o problema, apenas outros blogs que foram bloqueados.
Bom, deixo bem claro que o Histórias é um blog pessoal sem nenhum conteúdo adulto ou pornográfico. Trata-se apenas de um grande engano por parte do servidor.



Se é que tenho necessidade de dizê-lo a quem tantas vezes carregou o fardo de me ver passar da aflição à digressão, da doce melancolia à paixão furiosa, meu caro! É por isso que trato meu coraçãozinho como uma criança doente, satisfazendo-lhe todas as vontades.[7] Não diga isso adiante, há pessoas que poderiam usá-lo contra mim.

Se me perguntares como são as pessoas por aqui tenho de te responder: como em todo lugar! É uma coisa bastante uniforme a espécie humana. Boa parte dela passa seus dias trabalhando para viver, e o poucochinho de tempo livre que lhe resta pesa-lhe tanto que busca todos os meios possíveis para livrar-se dele. Oh, destino dos homens!

 Quando penso nos limites[12] que circunscrevem as ativas e investigativas faculdades humanas; quando vejo que esgotamos todas as nossas forças em satisfazer nossas necessidades, que apenas tendem a prolongar uma existência miserável; quando constato que a tranqüilidade a respeito de certas questões não passa de uma resignação sonhadora, como se a gente tivesse pintado as paredes entre as quais jazemos presos com feições coloridas e perspectivas risonhas – tudo isso, Guilherme, me deixa mudo.

 Como me sinto feliz por ter um coração feito para sentir as alegrias simples e inocentes do homem que põe na sua mesa a cabeça de repolho que ele mesmo cultivou. E não apenas o repolho, mas também os bons dias, as belas manhãs em que o plantou, as deliciosas tardes em que o regou, e de novo volta a gozar em um momento todas aquelas alegrias que experimentou ao ver o paulatino crescimento da planta!

Não será o mau humor muito antes uma insatisfação íntima com a nossa própria indignidade, um descontentamento com nós mesmos, que sempre vem atado a uma inveja, fomentada por uma vaidade insana? Vemos homens felizes cuja felicidade não é obra nossa e isso nos resulta insuportável.”

 Quando faltamos a nós mesmos, tudo nos falta.


Todavia, se tu partisses, se te afastasses dessa roda, sentiriam eles o vácuo que a tua ausência causaria ao seu destino? E por quanto tempo? Ah, o homem é tão efêmero que, mesmo ali onde tem certeza da sua existência, onde pode deixar a única e verdadeira impressão da sua presença, ou seja, na memória, na alma dos seus amigos, mesmo ali deve apagar-se e desaparecer, e isto tão logo!”


Os Sofrimentos do Jovem Werther por Johann Wolfgang von Goethe.