Graças a meu curso e minha curiosidade, tive a oportunidade de conhecer a obra de ótimos escritores contemporâneos, pode parecer meio contraditório escrever isso, depois do último post de opinião, mas foi ele mesmo que levou-me a escavar em minha memória todos os melhores livros contemporâneos que li ultimamente, para salvar-me da sensação de que está tudo perdido, e feliz, percebi que não está, temos incríveis talentos, uns muito reconhecidos, outros que o grande público de leitores ainda precisa conhecer, então, fazendo minha parte, vou apresentar alguns nomes e espero que outras pessoas façam o mesmo, apresentem-me seus autores favoritos!

    Muitas pessoas que escrevem blogs também postam seus textos e procuram dicas para escrever melhor, como todo mundo sempre fala, para escrever bem, você precisa ler bem, ler os melhores.
É uma dica excelente para novos autores e pessoas que sonham escrever um livro, começar estudando literatura, veja que a maioria dos escritores é ou foi professor de Literatura, ler os clássicos, procurar os bons em sua época, saber como estão escrevendo, sobre o quê estão escrevendo e a partir daí, sim, pensar em escrever e descobrir seu estilo.

Ronaldo Correia de Brito (Saboeiro, Ceará) é um escritor, médico e dramaturgo brasileiro. Radicado em Recife, formou-se em Medicina pela Universidade Federal de Pernambuco, 1975. Foi escritor residente da Universidade de Berkeley, Califórnia, participou de diversos eventos internacionais, como a Feira do Livro de Bogotá e o Salon du Livre de Paris. Recebeu homenagens por sua obra, como a da VIII Bienal Internacional do Livro de Pernambuco.
Sua carreia artística envolve as mais diferentes linguagens, como literatura, teatro e música. São de sua autoria O baile do menino deus (teatro), Lua Cambará (disco em parceria com Antúlio Madureira, ), Faca (livro de contos), Galiléia (romance ganhador do Prêmio São Paulo de Literatura) e o mais recente Estive lá fora (romance). Em 2013 será um dos autores brasileiros convidados a participar da Feira do Livro de Frankfurt e da Jornada Literária de Pequim.

Obras
  • Três histórias na noite - contos, 1989.
  • Arlequim – teatro – CEPE – 1990.
  • Baile do Menino Deus – prosa infantil – Editora Bagaço – 1996.
  • As noites e os dias – contos – Editora Bagaço – 1997.
  • Bandeira de São João – prosa infantil – Editora Bagaço – 1998.
  • Arlequim – prosa infantil– Editora Bagaço – 1999.
  • Faca – contos – Editora Cosac Naify – 2003.
  • O Reino Desejado – teatro – Revista de La Associación de Directores de Escena de España – Madri, 2003.
  • Baile do Menino Deus – teatro – Editora Objetiva – 2004.
  • Livro dos homens – contos – Editora Cosac Naify – 2005.
  • O Pavão Misterioso – prosa infantil – Editora Cosac&Naify – 2005.
  • Bandeira de São João – teatro – Editora Objetiva – 2005.
  • Arlequim – teatro – Editora Objetiva – 2005.
  • Galiléia – romance – Editora Alfaguara – 2008.
  • Retratos Imorais – contos – Editora Alfaguara – 2010.
  • Baile do Menino Deus – teatro – Editora Objetiva – 2011.
  • Crônicas para ler na escola – crônicas – Editora Objetiva – 2011.
  • Arlequim de Carnaval – teatro – Editora Alfaguara – 2011.
  • Bandeira de São João – teatro – Editora Alfaguara – 2011.
  • Estive lá fora – romance – Editora Alfaguara – 2012
  • Le jour où Otacílio Mendes vit le soleil - Chandeigne - 2013 (em francês)





Teolinda Gersão nasceu em Coimbra  é uma escritora e professora universitária.
Estudou Germanística e Anglística nas Universidades de Universidade de Coimbra, Universidade de Tuebingen e na Universidade de Berlim, foi Leitora de Português na Universidade Técnica de Berlim, docente na Faculdade de Letras de Lisboa e posteriormente professora catedrática da Universidade Nova de Lisboa, onde ensinou Literatura Alemã e Literatura Comparada até 1995. A partir dessa data passou a dedicar-se exclusivamente à literatura.
Além da permanência de três anos na Alemanha viveu dois anos em São Paulo (reflexos dessa estada surgem em alguns textos de Os Guarda-Chuvas Cintilantes,1984), e conheceu Moçambique, cuja capital, então Lourenço Marques,é o lugar onde decorre o romance de 1997 A Árvore das Palavras.
Escritora residente na Universidade de Berkeley em Fevereiro e Março de 2004, esteve presente na Feira do Livro de Frankfurt em 1997 e 1999 e, entre outros prémios literários, recebeu o Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores pelo seu romance A Casa da Cabeça de Cavalo (1995), os Prémios de Ficção do Pen Clube pelos livros O Silêncio (1981) e O Cavalo de Sol (1989)e o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco por Histórias de Ver e Andar (2002).

Obras publicadas
  • Silêncio
  • Paisagem com Mulher e Mar ao Fundo (1982)
  • História do Homem na Gaiola e do Pássaro Encarnado
  • Os Guarda-Chuvas Cintilantes
  • O Cavalo de Sol (1984)
  • A Casa da Cabeça de Cavalo
  • A Árvore das Palavras
  • Os Teclados
  • Os Anjos (livro)|Os Anjos
  • Histórias de Ver e Andar
  • O Mensageiro e Outras Histórias com Anjos
  • A Cidade de Ulisses


Aqui tem um resumo de a Árvore das Palavras


Luzilá Gonçalves Ferreira (Garanhuns ) é uma escritora e foi professora brasileira e natural de Pernambuco.
Foi professora na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Feminista, foi também pesquisadora nas áreas de Literatura Escrita por Mulheres em Pernambuco e Imprensa Feminina em Pernambuco. Seus romances mesclam uma proposta panfletário-denunciadora a uma tentativa de conferir certa densidade psicológica às personagens.

Obras
  • Muito Além do Corpo (1988)
  • A Anti-Poesia de Alberto Caeiro (1990)
  • Os Rios Turvos (1993)
  • A Garça Malferida (1995)
  • Em Busca de Thargélia (1996)
  • Humana, Demasiado Humana (2000)
  • Voltar a Palermo (2002)
  • No Tempo Frágil das Horas (2004)

Gilvan Lemos


Gilvan de Souza Lemos (São Bento do Una/Pernambuco, 1 de julho de 1928), escritor.


Obras

Romances

Noturno sem música (editora Nordeste, 1956).
Jutaí Menino (Edições O Cruzeiro, 1968).
Emissários do diabo (editora Civilização Brasileira, 1968).
Os olhos da treva (editora Civilização Brasileira, 1975).
O anjo do quarto dia (editora Globo, 1976).
Os pardais estão voltando (editora Guararapes, 1983).
Espaço terrestre (editora Civilização Brasileira, 1993).
Cecília entre os leões (editora Bagaço, 1994).
A lenda dos cem (editora Civilização Brasileira, 1995).
Morcego cego (editora Record, 1998).

Contos e Novelas

O defunto aventureiro (editora Universitária, 1974).
A noite dos abraçados (editora Globo, 1975).
Os que se foram lutando (editora Artenova, 1976).
Morte ao invasor (editora Francisco Alves, 1984).
A inocente farsa da vingança (editora Estação Liberdade, 1991).
Neblinas e serenos (editora Bagaço, 1994).
Na rua Padre Silva (editora Nossa Livraria,2007)

Fonte: Wikipédia


2 Comentários

  1. Uma vergonha, mas não conhecia nenhum
    Gostei da dicas

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Não é vergonha, Ângela, já me senti assim, mas é bom saber que sempre tem coisas boas pra gente conhecer.

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar meu espaço. Fico muito feliz com comentários, mas apenas sobre a postagem. Opiniões, elogios e críticas construtivas são bem-vindos.
Para outros assuntos, use o formulário de contato.