Adicionar legenda

Sinopse - Contos de Murilo Rubião - Murilo Rubião

Sucesso de vendas na década de 1970, Murilo Rubião se aventurou no universo do fantástico mesmo sem conhecer Franz Kafka e antes de o gênero ficar em voga entre os escritores latino-americanos. Além de precursor - seus contos foram escritos, em sua maioria, entre os anos 1940 e 1960 -, Rubião é mestre em fazer o absurdo penetrar na realidade cotidiana, subvertendo-a e lançando novos olhares sobre temas consagrados da literatura, como o desejo, a morte, o amor e a falta de sentido do mundo moderno. Esse fantástico está presente em todos os contos e é intensificado pela falta de espanto dos narradores e das personagens diante das situações extraordinárias que presenciam e por uma linguagem objetiva e precisa. Para obter o perfeito equilíbrio entre essas dimensões, Rubião acabou se tornando um autor que preferiu reescrever seus textos à exaustão a publicar uma obra extensa. Assim, ao longo da vida, selecionou para serem lançados em livros apenas os 33 contos - verdadeiras pérolas literárias - que compõem esta antologia. "Ele nos transporta para além de nossos limites, sem entretanto jamais perder pé no real e no cotidiano." - Carlos Drummond de Andrade


Eu não conhecia a obra de Murilo Rubião, na verdade tomei conhecimento através de uma peça muito comentada estrelada pela atriz Débora Falabella, quando soube tratar-se de Literatura Fantástica interessei-me bastante e li os contos. Também procurei saber mais sobre o autor mineiro e descobri um hábito diferente: o de reescrever os contos. Uma característica bem estranha, acredito mais normal a característica de Clarice Lispector que declarou não se interessar mais por um livro depois que esse era publicado. ( Eu mesma quando posto uma resenha não tenho coragem de reler). Partindo para os contos, não é o fantástico que eu estava habituada, é um realismo mágico, os fatos, acontecimentos fantásticos são jogados pelo narrador sem nenhum estranhamento, como se fosse a coisa mais natural do mundo. Há por exemplo o conto Bárbara, onde um marido faz tudo e consegue tudo que a mulher pede e a cada desejo satisfeito ela engorda mais. O marido não oferece resistências aos pedidos da amada e não se importa se vai levá-los a falência, ela pede uma árvore, ele compra a casa toda só para dar-lhe a árvore, ela pede um navio, ele compra o maior e ela engorda tanto que nem vários homens formando um círculo conseguem abracá-la. E quando ela pede uma estrela, ele não se assusta, vai buscar e acha até melhor porque ela não pediu a lua. Bárbara é como nós, sonha, obtém o objeto sonhado e logo enjoa e passa para o próximo.


2 Comentários

  1. Olá minha querida, tudo bem ?
    Primeiramente gostaria de me desculpar com você, pois ontem eu não entrei para comentar em seu Blog.
    Agora as coisas pra mim estão apertando, porque tenho curso de Ingles, Matematica e também estou trabalhando com tratamento de imagens para bebes e casamentos. Então já viu né ? E ainda tenho que arrumar um tempinho para estudar minhas coisas também...Ler e tudo mais.
    Mais eu vou adotar a idéia das meninas de outros Blogs. Pegar uma agenda e organizar meus horarios para poder estar visitando todos os Blogs novamente. Andei sumidinha por causa disso.
    Me desculpe, mais nunca vou deixar de entrar aqui tá ? Fica sussegada tá ? Me desculpa mesmo.

    A gente vai se falando...beijinhos e se cuida minha querida

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que isso, amiga, eu tbm ando meio em dívida com muitos blogs, vou ver se faço isso tbm, separo uma hora no Domingo pra postar e visitar os amigos,he,he, o que não podemos é parar de blogar. Jamais!
      Bjos

      Excluir

Obrigada por visitar meu espaço. Fico muito feliz com comentários, mas apenas sobre a postagem. Opiniões, elogios e críticas construtivas são bem-vindos.
Para outros assuntos, use o formulário de contato.