Não é o tipo de coisa que acontece comigo. Eu nunca me atrasei. Então corri e tomei banho e me vesti e tomei meu café da manhã. E correria como uma louca se não fosse um engarrafamento pra me impedir. Fera presa, olhei ao redor, olhei a cidade por onde passo todos os dias sem ver nada porque nada nunca prendeu a minha atenção.Até que eu te vi de óculos escuros tomando caldo de cana.Juro que nunca vi uma imagem tão sensual,talvez porque eu não viva a procura de rostos sensuais.Mas você estava lá,jogando seu charme na cara de todos e eu achei que todo mundo que passava,te olhava e se não olhava,devia.Você tirou os óculos,olhando o mundo como quem pede desculpas por ser tão lindo enquanto todo o resto fica cinza e perde a beleza diante do teu gesto impaciente de despentear os cabelos com as mãos,alguns fios meio grisalhos.Sua camisa estava mais que amassada e se fosse outro homem,eu desprezaria e mandaria pentear o cabelo e vestir uma roupa limpa e passada.Mas se tratando de você qualquer traje ficava bem,eu sabia,mesmo que nunca tivesse te visto de outro jeito.Vai ver teu charme mora nesse ar de desleixo.Todos os mortais na rua suavam e ameaçavam derreter em baixo do sol,mas você estava intacto,nada nesse mundo te atingia,alias eu não perdoaria o sol se te queimasse e não perdoaria o vento se desfizesse o teu cabelo despenteado com tanto esmero.E eu que estava atrasada e nunca me atrasei,desejei que o engarrafamento não andasse nunca porque eu não ia conseguir tirar os olhos dos teus.Só porque eu te olhava e quase não havia distancia entre nós,eu te achava muito meu.Não precisava saber teu nome,nem muito menos pedir teu telefone,você me pertencia durante toda a eternidade daqueles minutos.E você me olhava com a cara mais lavada do mundo como se não tivesse culpa de estar perturbando a minha paz,de estar me tirando da rotina. Ah, como eu queria que a tua imagem não me acompanhasse ou que você me acompanhasse pra sempre. Mas você ficou lá se refrescando com seu caldo de cana e eu segui com você só no pensamento.Dia seguinte, antes de ir trabalhar, percebi que estava atrasada e não corri porque não tinha pressa. E achei a vida muito coerente porque você existe em algum lugar do mundo mesmo que não seja meu.


Deixe um comentário

Obrigada por visitar meu espaço. Fico muito feliz com comentários, mas apenas sobre a postagem. Opiniões, elogios e críticas construtivas são bem-vindos.
Para outros assuntos, use o formulário de contato.